Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

O mosteiro de saturno / Ficção Científica

Imagem
As naves de nitrogênio líquido se solidificavam no atrito do espaço se alinhando na forma de três conchas que acendiam no contato com os primeiros detritos que provinham de saturno, planeta conhecido por suas pedras que giravam esféricas, elípticas como escudos para intrusos humanos, mas logo os seres que exímios pilotavam os suprimentos necessários para aquele mosteiro presidiário pensaram sua estratégia, mentalmente, diante da nova física que concomitantemente existiam como naves e como pedras, e assim se passavam por elas sem nenhum dano, impossível para o olho nu humano observar tal fenômeno, mas a nave e as pedras ocupavam dois lugares ao mesmo tempo no espaço como planos de consciência, que resistiam com sua própria frequência, independentes, sem um interferir no outro, e logo as naves pousavam trazendo os suprimentos necessários para aqueles pobres condenados, pena, pena o mosteiro azul profundo e escuro ter que existir num satélite para homens do crime, e não para a ciência d…