Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

O menino em oração / conto erótico

Imagem
Corria o menino pelo riacho se despedindo do milagre, quando o noviço padre, recém-ordenado, quis saber do que ele se despedia. E o menino respondeu: do milagre, do cardume prata que me morde os calcanhares querendo as sobras do meu caminho, padre, corro, do compromisso da catequese e da construção de suas torres, cruz nenhuma eu sei fazer, não empilho tijolos sobre a terra, padre, e do esforço de virar homem já conheço a enxada. Eu sei, tu corres do trabalho capital, da obrigação, mas se tu corres em vez de pescar os peixes, come o que? Mordo o vento, depois de carpir o riacho com os pés. Mentira. Ora, veja as pedras lisas padre. Você quer substituir o trabalho das águas, ou quer fugir da enxada, das obrigações de catequese, aceite e não corra, decora o pai que eu lhe dou os peixes, aceite. Não, não seu padre, eu quero voar. Mas pelo rio, pois se és um anjo, por que não pelo céu? Não conheço. Fica em cima. Eu fico em baixo correndo do milagre e do pecado. Dê a mão para a palmatória,…